sexta-feira, 2 de setembro de 2016

ESCOLHENDO E REGULANDO A PLAINA

ESCOLHENDO SUA PLAINA

No Brasil temos uma falta de opções quando se trata de plainas manuais. Em um mercado que privilegia cada vez mais as máquinas, as boas e velhas plainas manuais vão sendo cada vez mais deixadas de lado.

Atualmente a plaina encontrada que aparenta ser a "menos pior" é a Stanley Global. Mesmo assim, aconselho que você, quando for comprar a sua, a desmonte ali mesmo na loja e verifique se as peças estão inteiras e com encaixe funcionando. Já fui repreendido por funcionários de grandes lojas de ferramentas porque eu havia desmontado a plaina, e ao explicar que estava verificando o estado desta, me contestaram dizendo que não havia necessidade, que eram novas de fábrica, etc.

Até eu mostrar a eles uma plaina onde o frog estava com um PEDAÇO DO METAL FALTANDO!

Não era algo que foi quebrado, era um defeito na forja, literalmente faltou metal para que o frog pudesse ser uma peça completa. 

Se você não vê isso antes da compra, depois só resta chorar.

Aqui tem uma imagem de uma plaina tradicional para que vocês tenham uma noção do que procurar  e qual a aparência das peças:


A plaina da Stanley mencionada não tem o parafuso de ajuste do frog, mas no restante é igual a da imagem.

INICIALIZANDO E REGULANDO SUA PLAINA

Nenhuma plaina vem da fábrica pronta para uso, não importa o que o fabricante diga. Mesmo a intenção do fabricante seja das melhores, diferenças no processo de montagem e fabricação das peças faz com que todas precisem passar por uma inicialização ou personalização, como preferirem.

Como dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, fiz um vídeo onde explico como faço a minha personalização preferida.


Se tiverem alguma dúvida, comentário ou apenas quer dizer oi, é só escrever.

Não se esqueça de seguir o blog para não perder nenhum artigo.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário